Hoof balance in Criollo horses utilized for roping in northern of Rio Grande do Sul, Brazil

  • Stéfano Leite Dau
  • Mirela Noro
  • Natalia Pretto
  • Luiz Gustavo Alves
  • Leonardo Porto Alves
Keywords: Toe length, equine, lameness, podiatry

Abstract

O casco é um importante componente do aparelho locomotor dos equinos e sua má conformação pode acarretar uma série de patologias. O presente trabalho avaliou o equilíbrio podal externo e interno dos cascos dos membros torácicos de 58 equinos (34 machos e 24 fêmeas) com idade média de 6,5 anos (variando entre 2,5 a 15 anos), da raça Crioula utilizados em provas de laço no norte do Rio Grande do Sul. Foram determinadas o comprimento médio de pinça, ângulo do casco comprimento de talão lateral e medial, ângulo palmar da terceira falange (P3), espessura da sola e distância média do ponto de quebra (DBO). Os valores mé- dios obtidos foram: comprimento médio de pinça de 9,21 ± 0,93 cm, ângulo do casco de 51,8 ± 3,5º, comprimento de talão lateral de 4,94 ± 1,5 cm medial de 4,95 ± 1,5 cm, ângulo da P3 4,95º ± 2,46 espessura de sola de 22,0 ± 5,98 mm e DBO de 33, 6 ± 7,48 mm. Os problemas de equilíbrio mais encontrados foram pinças longas (89,7%), DBO longo (67,2%), talões escorridos (48,3%), sola rasa (33,3%), assimetria entre o ângulo dos cascos contralaterais (27,6%) e desequilíbrio médio-lateral (15,5%).

Published
2015-12-08
How to Cite
Dau, S. L., Noro, M., Pretto, N., Alves, L. G., & Alves, L. P. (2015). Hoof balance in Criollo horses utilized for roping in northern of Rio Grande do Sul, Brazil. Brazilian Journal of Veterinary Medicine, 37(4), 366-370. Retrieved from http://rbmv.org/index.php/BJVM/article/view/421