Intestinal and immunological histological parameters of broilers supplemented with commercial probiotic or fungi of the autochthonous microbiota

Keywords: Poultryfarming, histomorphometry, Histomorphometry, gastrointestinal tract.

Abstract

Objetivou-se avaliar a histomorfometria das porções intestinais de frangos de corte suplementados com probiótico, bem como parâmetros histológicos de órgãos vinculados ao sistema imune. O fungo avaliado Rhizomucor spp. é proveniente de amostras do conteúdo intestinal de frangos Cobb 500. Este foi selecionado in vitro quanto características probióticas e encaminhado para ensaio de desempenho. Foi utilizado um delineamento inteiramente ao acaso com 3 tratamentos e 7 repetições. Uma ave por unidade experimental aos 21 e 42 dias de idade foi sacrificada e, os órgãos foram amostrados, após fixação foram submetidos à desidratação e diafanização e, em seguida, analisados por microscopia óptica e submetidos à análise de histomorfometria e pesquisados pontos que indicavam lesão. Observou-se aos 21 dias que as aves pertencentes ao grupo probiótico formulado a base de Rhizomucor spp. apresentaram maior altura de vilo no duodeno. Também constatou-se um aumento significativo na altura de vilo do jejuno para o grupo controle e probiótico formulado a base de Rhizomucor spp.. Aos 42 dias observou-se, apenas diferença para profundidade de cripta com uso do probiótico comercial para duodeno. Referente as análises das alterações teciduais dos intestinos, baço e bursa aos 21 dias, cem por cento das aves recebendo o fungo Rhizomucor spp. não apresentaram alterações histológicas e aos 42 dias foram observadas alterações na bursa em dois animais. A inclusão do potencial probiótico fúngico Rhizomucor spp. na dieta de frangos de corte aos 21 dias de idade promove maior altura de vilo e aos 42 dias de idade não houve influência.

References

Andreatti, F. R. L. (2007). Alimentos funcionais na produção avícola. Saúde aviária e doenças. São Paulo. Rocca Ltda, 23, 41-51.Araújo, J. C., Silva, J. H. V., Amâncio, A. L. L., Lima, M . T., & Lima, C. B. (2007). Uso de aditivos na alimentação de aves. Acta Veterinaria Brasilica, 1, 69-77.

Azza, A.EL-S., Hussien, M.D., El-Shaymaa, E.A.I. & Abd, E.M. (2018). Pathogenicity of Escherichia coli O157 in comercial broiler chickens. Beni-Suef University Journal of Basic and Applied Sciences, 10, 10-16.Boaro, M. (2009). Morfofisiologia trato intestinal fisiologia frango: morfofisiologia do trato intestinal. Avicultura. Retrieved in 10 October 2018, from https://pt.engormix.com/avicultura/artigos/morfofisiologia-trato-intestinal-fisiologia-frango-t36791.htm

Bonamigo, D . V. (2017). Associação de cantaxantina e 25-hidroxicolecalciferol na alimentação de frangos de corte(Dissertação). Universidade Federal de Santa Maria, Centro de Ciências Rurais, Santa Maria. Retrieved in 20 JANUARY 2020, from https://repositorio.ufsm.br/handle/1/11549

Breda, A. L., Pereira, M. M., Oliveira, A . P., Batista, P. B ., Farias, P. G ., Dias, D. L. S., Macêdo, J . F., Lima, K. S., & Brandão, R. K. C. (2010). Manipulação de microrganismos intestinais em monogástricos: revisão de literatura. Pubvet, 4(1) 710-716.

Bueno, R., Albuquerque, R., Murarolli, V. D. A., Aya, A. H., & Raposo Bordin, R. A. (2012). Efeito da influência de probiótico sobre a morfologia intestinal de codornas japonesas. Brazilian Journal Veterinary Research Animal Science, 49(2), 111-115. http://dx.doi.org/10.11606/issn.2318-3659.v49i2p111-115.

Eto, S . F., Fernandes, D. C., Gonçalves, A. M., Santos, L. F. J., Moraes, J. R. E., Junior, J. M. P., & Moraes, F. R . (2015). Histologia dos órgãos e tecidos linfóides de galinhas poedeiras White Leghorn. Revista Portuguesa de Ciências Veterinária, 110, 74-78.

Fernandes, B. C. S. (2012). Integridade intestinal e desempenho de frangos de corte suplementados com probióticos, prebióticos e ácidos orgânicos (Dissertação). Universidade Estadual Paulista, Botucatu. Retrieved in 18 OCTOBER 2019, from https://repositorio.unesp.br/bitstream/handle/11449/99585/fernandes_bcs_me_botfmvz.pdf ?sequence=1Furlan, R. L. (2010). Aspectos fisiológicos da utilização de probióticos e prebióticos visando a saúde intestinal. Memórias Associacion de Médicos Veterinarios Especialistas en Avicultura del Ecuador. Quito:

AMEVEA-E. Retrieved in 18 OCTOBER 2019, from https://updoc.site/download/aspectos-fisiologicos-da-utilizaao-de-amevea_pdf

Manafi, M., Hedayati, M., & Mirzaie, S. (2018). Probiotic Bacillus species and Saccharomyces boulardii improve performance, gut histology and immunity in broiler chickens. South African Journal of Animal Science, 48(2), 379-389. http://dx.doi.org/10.4314/sajas.v48i2.19.

Mezalira, T.S., Otutumi, L.K., Junior, R . P., Amaral, F.G . P. & Suenaga, S.S. (2014). Morfometria do intestino delgado de frangos de corte recebendo dietas suplementadas ou não com probiótico e/ou prebiótico. Enciclopédia biosfera, 10(18): 2246-2256.

Murarolli, V. D. A. (2008). Efeito de prebiótico, probiótico e simbiótico sobre o desempenho, morfologia intestinal e imunidade de frangos de corte (Dissertação). Universidade de São Paulo, São Paulo. Retrieved in 18 OCTOBER 2019, from http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/10/10135/tde-23012009-133435/publico/Vinicius_Diogo_Azevedo_Murarolli.pdf

Nabburs, M. J. A. (1995). Microbiological, structural and functional changes of the small intestine of pigs at weaning. Pig News and Information, 16, 93-97.Nunes, A . D., Vaz, A. C. N., Raspantini, L. E., Silva, E. M., & Alburquerque, R. (2009). Desempenho e morfologia intestinal de frangos de corte alimentados com rações contendo aditivos alternativos a antimicrobianos. Brazilian Journal vet.Reserach Animal Science, 46, 500-506.

Okamoto, A. S., Filho, R. L. A., Lima, E . T., & Noujaim, J. C. (2009). Histopatologia da mucosa intestinal de pintos tratados com Lactobacillus spp. e desafiadas com Salmonella enterica, subespécie enterica, sorotipo Enteritidis. Ciência Animal Brasileira, 10, 568-573.Paixão, L. A. (2016). A colonização da microbiota intestinal e sua influência na saúde do hospedeiro. Universitas. Ciências da Saúde, 14, 85-96.

Pelicano, E. R. L., Souza, P. A ., Souza, H. B. A., Figueireido, D. F., & Amaral, C. M. C. (2005). Intestinal mucosa development in broiler chickens natural growth promoters. Revista Brasileira de Ciência Avícola, 7(4), 221-229. http://dx.doi.org/10.1590/S1516-635X2005000400005.

Pelicano, E. R. L., Souza, P. A ., Souza, H. B. A., Figueireido, D. F., & Amaral, C. M. C. (2007). Morphometry and Ultra-structure of the Intestinal Mucosa of Broilers Fed Different Additives. Revista Brasileira de Ciência Avícola, 9(3), 173-180. http://dx.doi.org/10.1590/S1516-635X2007000300006.

Pelicano, E. R. L., Souza, P. A., Souza, H. B. A., Oba, A., Norkus, E. A., Kodawarac, L. M., & Lima, T. M. A. (2003). Intestinal Mucosa Structure and Ultrastructure in Broilers fed with Diets supplemented with different Probiotics. RPCV, 98(547), 125-134

Pessoa, M. S. (2017). Seleção e caracterização de fungos filamentosos provenientes da microbiota endógena intestinal de frangos de corte para utilização como potenciais probióticos na nutrição avícola (Tese de doutorado). Universidade Federal de Goiás, Escola de Veterinária e Zootecnia, Goiânia. Retrieved in 18 OCTOBER 2019, from https://sigaa.sistemas.ufg.br/sigaa/public/programa/defesas.jsf ?lc=pt_BR&id=3192

Pluske, J. R., Hampson, D. J., & Williams, I. H. (1997). Factors influencing the structure and function of the small intestine in the weaned pig: a review. Livestock Production Science, 51(1-3), 215-236. http://dx.doi.org/10.1016/S0301-6226(97)00057-2.

Praes, M. F. F. M. (2013). Probiótico e enzimas em dietas de frangos de corte: desempenho, características da cama e excretas e produção de biogás (Tese de doutorado). Universidade Estadual Paulista, Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias. Retrieved in 18 OCTOBER 2019, from https://repositorio.unesp.br/bitstream/handle/11449/106621/000751255.pdf ?sequence=1

Ramos, L. S. N., Lopes, J. B., Silva, S. M. M. S., Silva, F. E. S., & Ribeiro, M. N. (2011). Desempenho e histomorfometria intestinal de frangos de corte de 1 a 21 dias de idade recebendo melhoradores de crescimento. Revista Brasileira de Zootecnia, 40(8), 1738-1744. http://dx.doi.org/10.1590/S1516-35982011000800017.

Ribeiro, A. M. L., Vogt, L. K., Canal, C . W., Cardoso, M. R. I., Labres, R . V., Streck, A . F., & Bessa, M. C. (2007). Effects of prebiotics and probiotics on the colonization and immune response of broiler chickens challenged with Salmonella Enteritidis.Revista Brasileira de Ciência Avícola, 9(3), 193-200. http://dx.doi.org/10.1590/S1516-635X2007000300009.

Rocha, P. M. C., Barros, M. E. G., & Evencio-Neto, J. (2016). Análise morfométrica da parede intestinal e dinâmica de mucinas secretadas no jejuno de frangos suplementados com probiótico Bacillus subtilis cepa C3102. Pesquisa Veterinária Brasileira, 35(4), 344-348. http://dx.doi.org/10.1590/S0100-736X2016000400010.

Rostagno, H. S., Albino, L. F. T., Donzelle, J . F., Gomes, P. C ., Ferreira, A. S., Oliveira, R. F. D., Lopes, D. C., Barreto, S. L. T., & Euclides, R . F. (2011). Tabelas brasileiras para aves e suínos. Composição de alimentos e exigências nutricionais. Viçosa. UFV, 3, 1-252.Santos, I. I. (2010). Efeitos de probiótico, óleos essenciais e enzimas em parâmetros produtivos e sanitários de frangos de corte (Doutorado em Produção Animal). Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre. Retrieved in 18 OCTOBER 2019, from http://repositorio.utfpr.edu.br/jspui/bitstream/1/2800/1/DV_PPGZO_M_Santos%2C%20Jos%C3%A9%20Rodolfo%20dos_2013.pdf

Teixeira, M., Niang, T. M. S., Gomes, A. V. C. G., Filho, W. L. T., & Lopes, C. W. G. (2007). Alterações clínicas e patológicas durante a infecção experimental com Eimeira acervulina em frangos de cortes suplementados com betaína. Revista Brasileira de Ciência Veterinária, 14(3), 127-132. http://dx.doi.org/10.4322/rbcv.2014.248.

Tellez, G., Higgins, S. E., Donoghue, A. M., & Hargis, B. M. (2006). Digestive physiology and the role of microorganisms. Journal of Applied Poultry Research, 15(1), 136-144. http://dx.doi.org/10.1093/japr/15.1.136.

Yamauchi, K. E., & Ishiki, Y. (1991). Scanning electron microscopic observations on the intestinal villi in growing White Leghorn and broiler chickens from 1 to 30 days of age. British Poultry Science, 32(1), 67-78. http://dx.doi.org/10.1080/00071669108417328. PMid:2049631.

Published
2020-01-23
How to Cite
Abrão, F. O., Lima, D. K. S., & Pessoa, M. S. (2020). Intestinal and immunological histological parameters of broilers supplemented with commercial probiotic or fungi of the autochthonous microbiota. Brazilian Journal of Veterinary Medicine, 42(1), e101220. https://doi.org/10.29374/2527-2179.bjvm101220
Section
Scientific articles