Intestinal and immunological histological parameters of broilers supplemented with commercial probiotic or fungi of the autochthonous microbiota

Keywords: Poultryfarming, histomorphometry, Histomorphometry, gastrointestinal tract.

Abstract

Objetivou-se avaliar a histomorfometria das porções intestinais de frangos de corte suplementados com probiótico, bem como parâmetros histológicos de órgãos vinculados ao sistema imune. O fungo avaliado Rhizomucor spp. é proveniente de amostras do conteúdo intestinal de frangos Cobb 500. Este foi selecionado in vitro quanto características probióticas e encaminhado para ensaio de desempenho. Foi utilizado um delineamento inteiramente ao acaso com 3 tratamentos e 7 repetições. Uma ave por unidade experimental aos 21 e 42 dias de idade foi sacrificada e, os órgãos foram amostrados, após fixação foram submetidos à desidratação e diafanização e, em seguida, analisados por microscopia óptica e submetidos à análise de histomorfometria e pesquisados pontos que indicavam lesão. Observou-se aos 21 dias que as aves pertencentes ao grupo probiótico formulado a base de Rhizomucor spp. apresentaram maior altura de vilo no duodeno. Também constatou-se um aumento significativo na altura de vilo do jejuno para o grupo controle e probiótico formulado a base de Rhizomucor spp.. Aos 42 dias observou-se, apenas diferença para profundidade de cripta com uso do probiótico comercial para duodeno. Referente as análises das alterações teciduais dos intestinos, baço e bursa aos 21 dias, cem por cento das aves recebendo o fungo Rhizomucor spp. não apresentaram alterações histológicas e aos 42 dias foram observadas alterações na bursa em dois animais. A inclusão do potencial probiótico fúngico Rhizomucor spp. na dieta de frangos de corte aos 21 dias de idade promove maior altura de vilo e aos 42 dias de idade não houve influência.

Published
2020-01-23
How to Cite
Abrão, F. O., Lima, D. K. S., & Pessoa, M. S. (2020). Intestinal and immunological histological parameters of broilers supplemented with commercial probiotic or fungi of the autochthonous microbiota. Brazilian Journal of Veterinary Medicine, 42(1), e101220. https://doi.org/10.29374/2527-2179.bjvm101220
Section
Scientific articles